Novo núcleo voltado para os setores de infraestrutura

Núcleo nasce com portfólio de produtos que demonstra sua capacidade de atender demandas de empresas de energia, telefonia e grandes obras de infraestrutura.

Durante a Feicon Batimat, a maior feira do setor de construção civil que acontece de 10 a 13 de abril, em São Paulo, a Âncora – Sistemas de Fixação irá apresentar seu novo núcleo de negócio: o SED – Soluções de Engenharia e Desenvolvimento. Voltado para atender as necessidades de setores como energias renováveis (eólica, solar) elétrica e nuclear, telefonia e de grandes obras de infraestrutura, o SED já nasce com um portfólio de produtos que demonstra sua capacidade de desenvolver soluções sob medida para esses setores.

“Há cerca de cinco anos começamos a ser procurados por diversas empresas que buscavam soluções muito específicas e com altíssimo desempenho, algo que só a Âncora, com parque fabril próprio e respaldo de um laboratório de testes, poderia fazer no Brasil”, conta Carlos Codima, sócio-diretor e responsável técnico da empresa. “Desde então, acabamos nos envolvendo em diversos projetos que exigiam cada vez mais uma equipe focada no desenvolvimento de novas soluções”, acrescenta.

Uma dessas soluções foi um sistema de fixação que suporta até 60 toneladas e que vem sendo empregado no içamento das peças de concreto que compõem as torres eólicas. O sistema já foi aplicado na montagem de torres dos parques eólicos de São Bento do Norte, do Rio Grande do Norte, na subestação Gentio do Ouro II, no Piauí, e na subestação Morro do Chapéu II, na Bahia, entre outros.

“O Brasil é o quinto mercado mundial em expansão em energia eólica, com 11 gigawatts (GW) instalados e projeção de chegar a 2024 com 24 GW”, destaca Codima. “É um potencial enorme de mercado que a Âncora tem condições de explorar por ser a única preparada tecnicamente e com área fabril para desenvolver soluções em diferentes tipos de projetos e níveis de complexidade”, destaca.

Patente – Outra solução, com patente internacional, foi desenvolvida inicialmente para o setor de telefonia móvel. “Havia uma demanda nesse mercado por um sistema de fixação que possibilitasse a instalação de várias antenas em cada torre”, conta Codima. “Um dos desafios do projeto foi desenvolver um chumbador que pudesse ser usado em superfícies de difícil acesso ao lado oposto, que impossibilitam o uso de parafusos e porcas. Esse chumbador, registrado e patenteado como CODBOLT® (em referência ao sobrenome do diretor, autor do projeto), vem sendo utilizado por diversas operadoras de celular em todo o País, e já ganhou outras aplicações promissoras, inclusive com homologações em andamento para atender outros países.

Suporte completo – O laboratório de ensaios da Âncora é o único da América Latina apto a fazer testes específicos para sistemas de fixação aplicados na construção civil, avaliando resistências mecânicas e atmosféricas. “Temos o selo ISO 9000 e já estamos em processo de obter o credenciamento do Inmetro”, conta Codima. “Isso faz total diferença nos projetos que executamos, garantindo a confiabilidade de desempenho dos produtos que desenvolvemos”, destaca.

O caso do Projeto Sirius é um exemplo do quanto este suporte é importante. “O Sirius é um dos maiores aceleradores de partículas de elétrons do mundo, que está sendo construído em Campinas, SP. Nós desenvolvemos os chumbadores para toda a estrutura que suporta o acelerador, com altíssima confiabilidade. E isso só foi possível com o respaldo dos testes mecânicos e devido ao fato de termos uma estrutura fabril completa, como prensas de grande capacidade, máquinas CNC, parque de usinagem completo e know-how de deformação a frio e solda”, conta ele, destacando também a importância dos setores de projetos, de engenharia de fábrica e de campo. “Em resumo, é uma estrutura que nos possibilita entender as necessidades da solução, desenvolver, produzir com alta capacidade técnica, e testá-la.”

Segundo Codima, o SED atuará em sinergia com outro importante departamento da Âncora, o CTS – Consultoria, Treinamento e Supervisão, também sob seu comando. “Esse setor conta com vários cases de sucesso, como o Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos, os metrôs do Rio de Janeiro e São Paulo, o estádio do Maracanã… Só para citar alguns exemplos. É um trabalho essencial, pois a complexidade dos projetos geralmente demanda os serviços do CTS, que também inclui a parte de testes, os quais em breve serão feitos por um laboratório homologado pelo Inmetro. E nós, novamente, somos os únicos a oferecer este respaldo no mercado brasileiro”, finaliza.

Serviço:  A Âncora – Sistemas de Fixação apresentará o SED – Solução de Engenharia e Desenvolvimento no estande (F-140) da Feicon Batimat, o maior evento da América Latina em construção civil que acontece de 10 a 13 de abril, em São Paulo.