Como fazer um furo perfeito?

Você sabia que a furação é tão importante quanto o próprio fixador? Pois é. Antes de definir qual método de furação você irá utilizar na sua obra, projeto ou até mesmo na sua casa, é preciso entender de que material é feito o elemento que será instalado, qual será a base e qual o sistema de fixação ideal para o que você vai fazer – clique aqui e conheça toda a linha de ancoragem da Âncora.

Tijolo maciço, madeira, maciço poroso, alvenaria oca, painéis, aço. Cada material de base determina o tipo de rotação, o modelo da broca e a função da ferramenta, que também pode variar entre furadeiras, marteletes, martelos e por aí vai. A conversa é longa, pois os projetos devem ser estudados caso a caso.

Pensando nisso, decidimos resumir, nesta dica, os pontos mais importantes a seguir para conquistar um furo perfeito, a fim de te oferecer um primeiro contato com este assunto. Caso você ainda tenha dúvidas depois de ler esta dica, preencha o formulário disponível em nosso site e entre em contato com a gente.

PASSO A PASSO PARA O FURO PERFEITO

==
Escolhido o sistema de fixação, utilize as informações do catálogo da Âncora para determinar e executar o diâmetro e a profundidade, de acordo com o chumbador.
==
Marque os pontos nos quais serão feitas as perfurações, conforme projeto fornecido ou critérios de instalação constantes no catálogo.
==
Faça um furo guia raso (de 3 a 6 mm), com baixa velocidade e, se possível, sem percussão. Ele te ajudará a guiar a broca na perfuração final.
==
Alterne a função da sua ferramenta para “percussão” (impacto), e inicie a furação com firmeza, sempre em 90º, imprimindo pressão suficiente para manter a furadeira nesta posição, deixando que ela “trabalhe sozinha”.
==
Retire a broca periodicamente. Traga ela para trás e devolva-a ao lugar a cada 10 ou 20 segundos. Isso te ajudará a retirar o pó de dentro do furo e a resfriar a broca.
==
Limpe o furo com escovas e ar. Há também a opção de lavar o furo.

A CORRETA LIMPEZA DO FURO

Um chumbador mecânico ou uma bucha, se aplicados em um furo sujo, podem ter suas performances comprometidas. Com chumbadores químicos, esta situação se torna ainda mais crítica.

A correta limpeza do furo é imprescindível para a qualidade e a segurança da fixação. Por isso, recomendamos que, antes de fazer qualquer instalação, limpe o furo soprando ar de dentro para fora com o Limpador de Furos LP e intensifique a limpeza com a Escova de Nylon. Repita este processo até a limpeza completa.

Estudos mostram que a forma como um furo é limpo antes de receber o chumbador influencia diretamente no desempenho da ancoragem. Por exemplo: quando o usuário realiza uma limpeza intermediária (apenas com ar), a fixação tem apenas 52% de eficiência; sem limpeza alguma, a qualidade da ancoragem cai para 35%.

É preciso espalhar a prática da limpeza, a fim de aplacar a falta dela e o consequente comprometimento com este detalhe. Ao aumentar os fatores de segurança, respeitando as regras da fixação podemos até diminuir o tamanho e/ou o número de ancoragens, tornando a fixação mais segura, justa e econômica.

A cultura do furo perfeito deve ser difundida, pois só traz benefícios. Então, compartilhe esta dica com aquele profissional que precisa saber desta informação. E, se você gostou deste conteúdo, nos acompanhe nas redes sociais para não perder os próximos: Facebook, Instagram e LinkedIn. Também estamos no YouTube.

Post Relacionados