Tratamentos superficiais

Quais os principais tratamentos superficiais?

O tratamento superficial tem a função de proteger a superfície do produto contra os processos de corrosão, que podem ser de dois tipos: atmosférica – causada pela interação da umidade ou de compostos químicos do ar com o metal exposto; e galvânica – quando dois metais diferentes entram em contato na presença de um eletrólito, criando uma célula galvânica.

A proteção contra a corrosão é essencial para auxiliar na seleção, ou até mesmo na especificação, de um chumbador. Mas você sabe quais são os tratamentos superficiais para ancoragem mecânica disponíveis hoje no mercado? Leia esta dica até o final e conheça os 4 principais – todos eles fornecidos pela Âncora.

1. Zincado branco

Também conhecido como galvanização eletrolítica, este tratamento ocorre a partir da deposição do zinco branco no material por meio do fornecimento de corrente elétrica. A deposição do metal se dá a partir de seus íons, mediante o fornecimento de elétrons (eletrólise).

Onde é utilizado: Geralmente é aplicado a materiais e produtos dispostos em locais internos com reduzida exposição a intempéries, poluição e outros tipos de agentes químicos, como instalações elétricas, hidráulicas, de equipamentos e corrimões, bem como fixação de estruturas em geral.

2. Bicromatizado (Zincado amarelo) 

Também conhecido como galvanização eletrolítica, este tratamento ocorre a partir da deposição do zinco amarelo no material por meio do fornecimento de corrente elétrica. A deposição do metal se dá a partir de seus íons, mediante o fornecimento de elétrons (eletrólise).

Onde é utilizado: Geralmente é aplicado a materiais e produtos dispostos em locais internos com reduzida exposição a intempéries, poluição e outros tipos de agentes químicos, como instalações elétricas, hidráulicas, de equipamentos e corrimões, bem como fixação de estruturas em geral.

3. Galvanizado a fogo (Zincagem a fogo) 

Consiste na imersão do objeto em um tanque de zinco fundido, o qual reage com o aço carbono. A partir desta união, forma-se uma liga protetora de ferro-zinco sobre o material.

Onde é utilizado: Geralmente é aplicado a materiais e produtos dispostos em locais externos com alta exposição a intempéries, poluição e outros tipos de agentes químicos, como parafusos, barras roscadas e chumbadores mecânicos utilizados em ligações de estruturas metálicas.

4. Organometálico

Processo de acabamento inorgânico com base em água e metais. Este tratamento é realizado por meio de uma dispersão aquosa, que contém flocos de zinco e de polímero de alumínio.

Onde é utilizado: Geralmente é aplicado a materiais e produtos dispostos em locais externos com elevada exposição a intempéries, poluição e outros tipos de agentes químicos, tanto em projetos relacionados ao setor da Construção Civil como também no mercado automotivo.

Gostou desta dica? Nos acompanhe nas redes sociais pra não perder as próximas: Facebook, Instagram e LinkedIn. Também estamos no YouTube.

Clique aqui e conheça toda a a linha de ancoragem mecânica da Âncora.

Post Relacionados